Correlações e repetibilidade em progênies de dendê - DOI: 10.4025/actasciagron.v30i2.1728

Digner Santiago Ortega Cedillo, Willian Silva Barros, Fábio Medeiros Ferreira, Luiz Antonio dos Santos Dias, Rodrigo Barros Rocha, Cosme Damião Cruz

Resumo


Estimaram-se as correlações fenotípicas, genotípicas e ambientais entre o número de cachos por planta e a produção anual e suas combinações em dendê (Elaeis guineensis). Os coeficientes de repetibilidade e de determinação também foram estimados, com o objetivo de indicar o período mínimo de colheita necessário para se acessar o potencial genotípico das progênies avaliadas. A correlação genotípica entre o número de cachos e a produção foi negativa, indicando que, se forem selecionados os genótipos com maior produção, o número de cachos deverá diminuir. A correlação genotípica geralmente apresentou sinal oposto do que precedia correlação ambiental, evidenciando que as causas genéticas e ambientais influenciam o número de cachos e a produção por meio de mecanismos fisiológicos distintos. Com base no método de componentes principais aplicado à matriz de correlação, o período mínimo de colheitas foi de quatro anos, com confiabilidade de 87,6% e coeficiente de repetibilidade de 0,64

Palavras-chave


Elaeis guineensis; estabilização genotípica; melhoramento genético vegetal

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actasciagron.v30i2.1728

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

ISSN: 1679-9275 (impresso) e 1807-8621 (on-line) e-mail: actaagron@uem.br