Produtividade do Capim-Cameroon estabelecida em duas classes de solos e submetido a doses crescentes de nitrogênio no norte tocantinense - doi: 10.4025/actascianimsci.v32i4.6209

Rossini Sôffa da Cruz, Antonio Clementino dos Santos, José Gerley Diaz Castro, Emerson Alexandrino, Diego Camargo Caraça, Jociane Pereira Diniz

Resumo


Este estudo foi desenvolvido com o objetivo de avaliar o capim-elefante cv. Cameroon em função de doses de N em diferentes solos. Foi utilizado o delineamento experimental inteiramente casualizado em fatorial 5 x 2, sendo cinco doses de nitrogênio (0, 30, 60, 90, e 150 kg de N ha-1), testadas em duas classes de solo (Argissolo Vermelho eutroférrico típico e Neossolo Quartzarênico órtico típico), com quatro repetições. Os parâmetros avaliados foram: altura da planta, perfilhos, massa por perfilho, relação folha: colmo, matéria seca e pH do solo. Houve resposta positiva para ambos os solos, sendo a melhor resposta para o Argissolo. A massa dos perfilhos em gramas mostra efeito linear em função dos níveis de N e no Neossolo não houve diferença entre os tratamentos. O aumento da massa individual de perfilhos teve maior efeito na massa seca total. A adubação N promoveu acidificação linear decrescente maior no Argissolo. O desenvolvimento do capim, em função dos níveis crescentes de N apresentou resposta positiva para ambos os solos, sendo melhor para o Argissolo em comparação ao Neossolo.

Palavras-chave


Argissolo; matéria seca; massa por perfilho; Neossolo Quartzarênico; Pennisetum purpureum

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascianimsci.v32i4.6209





ISSN 1806-2636 (impresso) e ISSN 1807-8672 (on-line) e-mail: actaanim@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY