Crescimento de alevinos de jundiá, Rhamdia quelen (Pisces, Pimelodidae), em diferentes concentrações de oxigênio dissolvido - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v28i1.1057

Giancarlo Maffezzolli, Alex Pires de Oliveira Nuñer

Resumo


O objetivo deste estudo foi avaliar o crescimento de alevinos de jundiá, Rhamdia quelen, em 5 concentrações de oxigênio dissolvido: 1,3 (T1), 2,4 (T2), 3,7 (T3), 5,4 (T4) e 7,5 mg O2/L (T5). O estudo utilizou o modelo experimental inteiramente ao acaso com 3 repetições e foi conduzido por 25 dias. Os alevinos foram distribuídos em tanques circulares de fibra de vidro de 150 L mantidos na escuridão e dotados de aeração mecânica, filtro biológico e renovação de água, na densidade de 34 indivíduos/tanque. A sobrevivência foi menor nos extremos testados (T1 e T5). Maior crescimento em peso e em comprimento e melhor conversão alimentar foram obtidos com o aumento da concentração de oxigênio dissolvido. Os alevinos de jundiá apresentaram incremento em peso, mesmo na menor concentração de oxigênio dissolvido (T1), e T4 produziu os melhores efeitos sobre o desenvolvimento

Palavras-chave


Rhamdia quelen; jundiá; oxigênio dissolvido; crescimento; alevinos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascibiolsci.v28i1.1057



ISSN 1679-9283 (impresso) e ISSN 1807-863X (on-line) e-mail: actabiol@uem.br