Mercantilização do ensino superior: os desafios da universidade diante do atual cenário educacional - doi: 10.4025/actascieduc.v33i1.11580

Diego Bechi

Resumo


O presente trabalho tem por propósito refletir sobre o atual contexto da Educação Superior no Brasil, propiciando o conhecimento de diferentes aspectos que comprovam a importância da ética na formação universitária e a necessidade de contrapô-la à tecnificação do Ensino Superior. Para isso, no primeiro momento, são analisadas as transformações socioculturais ocorridas nas últimas décadas. A apresentação dessas transformações possibilita conhecer as atuais tendências da Educação Superior a partir do processo de globalização, da urbanização, do predomínio do conhecimento e da internacionalização da educação. Com a passagem da "sociedade do trabalho" para a "sociedade do conhecimento", influenciada pelo desenvolvimento das tecnologias da informação, iniciado em meados do século XX, o conhecimento tornou-se uma mercadoria altamente comercializável. A partir de então, os cursos superiores passaram a ser criados sob a ótica do mercado. A abertura do mercado educacional obteve respaldo na década de 1990, após a implementação de políticas educacionais de cunho neoliberal. Tais iniciativas proporcionaram expressivo aumento do número de IES particulares ou privado/mercantis. Ao compreender essa nova dinâmica que configura o mundo contemporâneo e a influência das políticas públicas no âmbito educacional, são apresentadas as consequências do processo de mercantilização do Ensino Superior e os desafios a serem enfrentados pela Universidade


Palavras-chave


globalização; expansão da Educação Superior; privatização; formação universitária

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascieduc.v33i1.11580





ISSN 2178-5198 (impresso) e ISSN 2178-5201 (on-line) e-mail: actaeduc@uem.br

 

Resultado de imagem para CC BY