Um diálogo entre Mikhail Bakhtin e a teoria crítica: um caminho da dialogia e da polifonia à dialética de Dostoiévski

Flávio Ricardo Vassoler

Resumo


Na análise bakhtiniana da poética de Dostoiévski, as vozes dialógicas assumem um papel fundamental. No entanto, Bakhtin (2008) não pôde demonstrar como a dialogia transformaria a obra de Dostoiévski em uma totalidade polifônica integral. Assim, em diálogo com a teoria crítica – em especial, com a Teoria Estética de Adorno (2012) –, tentaremos estabelecer um caminho da dialogia e da polifonia para a noção contraditória de totalidade dialética em Dostoiévski.

 


Palavras-chave


Bakhtin; Dostoiévski; teoria crítica; polifonia; dialética.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascilangcult.v40i1.34621





ISSN 1983-4675 (impresso) e 1983-4683 (on-line) e-mail: actalan@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY