Condições de serventia de estradas não-pavimentadas: estudo de caso aplicado às vias do município de Viçosa, Estado de Minas Gerais, Brasil - doi: 10.4025/actascitechnol.v33i2.10328

Taciano Oliveira da Silva, Carlos Alexandre Braz de Carvalho, Dario Cardoso de Lima, Maria Lúcia Calijuri

Resumo


Este artigo apresenta a adaptação do método de classificação de estradas não-pavimentadas proposto por Eaton às condições encontradas em rodovias vicinais do município de Viçosa, Estado de Minas Gerais, considerando a sua potencialidade como ferramenta de suporte à gerência destas vias. Este estudo foi desenvolvido a partir de avaliações objetiva, realizada com o emprego de uma escala de notas, e subjetiva, em obediência à metodologia de Eaton, que foram conduzidas por uma equipe treinada previamente que executou inspeções de campo, atribuindo notas a 20 unidades amostrais, possuindo cada uma delas 50 m de comprimento e representativas de 10 trechos analisados de vias não-pavimentadas. A análise dos dados desta pesquisa possibilitou concluir que: (i) não houve correlação entre os resultados das avaliações subjetiva e objetiva, e a aplicação da metodologia de Eaton à gerência de manutenção de vias não-pavimentadas pode não refletir as suas prioridades reais; (ii) a avaliação subjetiva do trecho e a avaliação subjetiva do conjunto de suas unidades amostrais são correlatas, indicando ser coerente o emprego deste procedimento.

Palavras-chave


rodovias vicinais; métodos de classificação; avaliação objetiva e subjetiva

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v33i2.10328





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY