Determinação das constantes de dissociação protônica do 2,7-naftalenodiol no primeiro estado excitado singlete por experimentos com resolução temporal e modelagem matemática - DOI: 10.4025/actascitechnol.v28i1.1200

Ira Mark Brinn, Mauricio Ferreira Rosa

Resumo


Através do emprego de técnicas no estado estacionário foram determinadas as primeiras constantes de acidez nos estados fundamental (pKa) e excitado (pKa*) para o 2,7-naftalenodiol (27ND). Os valores de pKa e pKa* obtidos foram respectivamente 9,54 e 6,5. Este último valor não apresentou boa concordância com resultados experimentais anteriormente relatados . Aliando-se experimentos com resolução em tempo (decaimento de fluorescência) e cálculos de modelagem cinética foi possível determinar, pela primeira vez, todas as constantes cinéticas envolvidas no processo de dissociação protônica no primeiro estado excitado singlete do 27ND. As constantes cinéticas obtidas foram: k1 = 1,1x108s-1; k2 = 2,9x108 s-1; k3 = 7,4x108 s-1; kd1 = 8,0x107 M-1s-1; kr1 = 5,0x1010 M-1s-1 e kd2 = 1x107 M-1s-1. Calculando-se a razão entre kd1 e kr1 obteve-se a primeira constante de acidez no estado excitado singlete (pKa*) pelo método cinético, sendo obtido o valor de pKa* = 2,8. Este valor está em ótima concordância com os valores relatados na literatura, obtidos por outros métodos

Palavras-chave


2,7-naftalenodiol; medidas de pKa; modelagem cinética; decaimento de fluorescência

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v28i1.1200





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY