Potabilização de águas portadoras da bactéria Escherichia coli por meio de membranas poliméricas - DOI: 10.4025/actascitechnol.v26i2.1493

Rosa Maria Ribeiro, Rosângela Bergamasco, Marcelino Luiz Gimenes, Benedito Prado Dias Filho

Resumo


Neste trabalho membranas poliméricas foram fabricadas visando a potabilidade de águas pela remoção da bactéria Escherichia coli. A escolha desta bactéria deveu-se por esta ser comumente encontrada em águas contaminadas e seu controle indicado pelo Ministério de Saúde. O processo para o preparo das membranas foi a Inversão de Fase e as membranas foram preparadas a partir de uma solução polimérica usando ora o polímero polisulfona (PSF) ora o fluoreto de polivililideno (PVDF) e como solvente, o N,N-dimetilformamida, seguindo um planejamento fatorial 23. Amostras de água deionizada foram contaminadas com uma massa bacteriana (E.coli) em torno de 107-108 UFC (unidade formadora de colônias) por ml, sendo esta uma carga bacteriana bastante elevada e de difícil remoção. Os resultados mostram uma remoção da E.coli acima de 95%, com fluxos permeados em torno de 300 kg/h.m2

Palavras-chave


água potável; Escherichia coli; preparo de membranas

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v26i2.1493





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY