Encapsulamento do 5-fluorouracil em lipossomas para administração tópica - DOI: 10.4025/actascitechnol.v25i1.2240

Carla Andréia Miranda da Costa, Ângela Maria Moraes

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de comparar diferentes metodologias de preparação de lipossomas de dipalmitoilfosfatidilcolina/colesterol (DPPC/Col) encapsulando o agente antineoplásico 5 fluorouracil (5 FU), uma droga normalmente utilizada na terapia de melaomas, projetados para administração tópica. As vesículas lipídicas foram produzidas através da hidratação do filme lipídico seco seguida de extrusão, por injeção de etanol e por evaporação da fase reversa, e a 5 FU foi incorporada nos lipossomas ativa ou passivamente. Os resultados mostraram que a incorporação da 5 FU e a estabilidade das veiculas podem ser controladas pelo procedimento empregado para encapsular o fármaco. Diferentes razões molares iniciais fármaco/lipídico afetam fortemente a eficiência de incorporação. O método de evaporação em fase reversa resultou na maior eficiência de incorporação, de aproximadamente 6%. A preparação destas veiculas não resultou em degradação detectável do fármaco. Durante 4 semanas, não se observou agregação dos lipossomas, entretanto, apreciável liberação do fármaco das vesículas foi notada.

Palavras-chave


lipossomas; vesículas lipídicas; encapsulamento; administração tópica; liberação controlada da droga

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v25i1.2240





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY