Oxidação em processos Fenton e Foto-Fenton em efluentes de curtumes - DOI: 10.4025/actascitechnol.v25i1.2254

Tirzhá Lins Porto Dantas, Humberto Jorge José, Regina de Fátima Peralta Muniz Moreira

Resumo


Os processos Fenton e Foto-fenton são alternativas atraentes no tratamento de efluentes, especialmente aplicados àqueles contendo compostos recalcitrantes. Neste trabalho foi avaliada a remoção de DQO e amônia durante o tratamento de efluentes de curtumes pelos processos Fenton e Foto-Fenton. A cinética de degradação foi dividida em dois estágios, sendo um processo inicial rápido, no qual 70% da DQO inicial é removida; seguido por uma etapa lenta que acontece em até 4 horas de reação, alcançando cerca de 90% de remoção da DQO inicial. Diferentes proporções mássicas Fé2+/H2O2 foram testadas e os resultados mostraram que a eficiência dos processos Fenton e Foto-Fenton aumenta de 65 até 90% à medida que a produção de radicais livres hidroxil aumenta. Nenhuma diferença apreciável na degradação de nitrogênio amoniacal foi observada entre os processos Fenton e Foto-Fenton, mesmo após a coagulação. A remoção de amônia foi atribuída à oxidação de compostos orgânicos, formando N2 e íons nitrato. A toxicidade do efluente tratado diminuiu até a dosagem de 9g/L de H2O2 e aumentou para maiores dosagens, devido ao residual peróxido de hidrogênio ou a formação de produtos oxidados mais tóxicos.

Palavras-chave


efluente de curtumes; reação Fenton; reação foto-Fenton; toxicidade

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v25i1.2254





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY