Algumas considerações em regressão não linear

Josmar Mazucheli, Jorge Alberto Achcar

Resumo


Diferente dos modelos de regressão lineares, em que a qualidade e principalmente a validade do ajuste são simplesmente avaliadas por meio de diagnósticos de regressão, no caso não linear, além de diagnósticos usuais, outros procedimentos devem ser seguidos. Esses procedimentos, particulares dos modelos de regressão não lineares, são úteis na avaliação da extensão do comportamento não-linear. Modelos não-lineares com comportamento distante do comportamento linear podem ter seus resultados assintóticos invalidados, principalmente em situações em que pequenas amostras são disponíveis. Considerando a importância de se avaliar a extensão do comportamento não-linear de modelos de regressão não-lineares, neste artigo são apresentadas as principais medidas de não-linearidade discutidas na literatura. Em particular, consideram-se as Medidas de Curvatura de Bates e Watts, a Medida de Vício de Box, Estudo de Simulação e Medidas de Assimetria.

Palavras-chave


modelos de regressão não linear; medidas de curvatura; medida de vício; métodos de simulação; medidas de assimetria

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v24i0.2551





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY