Análise estatística das atitudes dos alunos de iniciação científica da Universidade Estadual de Maringá, em relação à disciplina Estatística - 2000

Carleno Alcides Amorim Quintino, Terezinha Aparecida Guedes, Ana Beatriz Tozzo Martins

Resumo


Com objetivo de avaliar as atitudes dos alunos de Iniciação Científica da Universidade Estadual de Maringá, Estado do Paraná, em 2000, referente à disciplina Estatística, utilizaram-se a Escala de Atitudes com Relação à Estatística (EAE) e um questionário para complementar as informações. Empregaram-se análise exploratória de dados e técnicas multivariadas para análise de consistência da escala EAE, através do coeficiente Alfa de Cronbach. A amostra foi composta de 98 alunos; 70% já haviam participado de projetos de pesquisa. Para 75%, a estatística é necessária em pesquisas; 11,23% não confiam nos resultados estatísticos e 38,78% consideram-na importante. Na escala EAE, a média foi de 56,16 pontos, indicando atitude positiva. A confiabilidade da escala (alfa de Cronbach) foi de 0,937. O teste Kruskal-Wallis não foi significativo para as diferenças entre médias dos escores dos grupos formados pelas áreas e por sexo e foi significativo para a diferença entre as médias dos escores quanto à auto-avaliação do desempenho

Palavras-chave


escala de atitudes; disciplina de estatística; alfa de Cronbach

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v23i0.2792





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY