Os topônimos das praças de Maringá, Estado do Paraná

Bruno Luiz Domingos De Angelis, Generoso de Angelis Neto

Resumo


O presente trabalho estuda os topônimos das praças maringaenses, em número de noventa e nove até dezembro do ano 2000, a partir de pesquisa histórica em fontes primárias. A toponímia estudada buscou o significado histórico, não lingüístico, dos nomes conferidos às praças, contextualizando-os no tempo em que esses logradouros foram nominados. Como resultado, constata-se a desvinculação desses nomes com a população, visto que, na maioria dos casos, a comunidade sequer sabe quem é o personagem que nomina o espaço público. Conclui-se que dar nome às praças de Maringá não deveria ser apenas “letra morta da lei” em um papel arquivado, mas sim que houvesse um trabalho de conscientização que permitisse a perenização daquele que nominou o espaço

Palavras-chave


toponímia; praças; espaços públicos; Maringá

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v23i0.2800





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY