Remoção de metais pesados tóxicos cádmio, chumbo e cromo em biofertilizante suíno utilizando macrófita aquática (Eichornia crassipes) como bioindicador - DOI: 10.4025/actascitechnol.v30i1.3179

Affonso Celso Gonçalves Júnior, Cleber Antonio Lindino, Mauricio Ferreira da Rosa, Reinaldo Bariccatti, Gilmar Divino Gomes

Resumo


Este trabalho objetivou avaliar a eficiência da macrófita aquática (Eichornia crassipes) como bioindicador e alternativa na remoção dos metais pesados tóxicos Cd, Pb e Cr em biofertilizante de origem suína. Foi utilizado o esquema fatorial 2x4, sendo os fatores representados pelas partes da planta (aérea e raiz), e pelos quatro tratamentos. Na instalação do experimento coletou-se uma alíquota da solução de cada tratamento para determinar as concentrações iniciais dos metais e, após 30 dias de cultivo, as plantas foram retiradas, coletando-se novamente uma alíquota da solução de cada tratamento. As plantas foram separadas em parte aérea e raiz, secas e trituradas. A macrófita apresentou-se eficiente na remoção dos metais pesados, observou-se que o sistema radicular da macrófita apresentou maiores concentrações de Cd, Pb e Cr. Com este trabalho, conclui-se que a macrófita aquática (Eichornia crassipes) pode ser uma alternativa para o tratamento de biofertilizante e dejetos provenientes da suinocultura

Palavras-chave


plantas aquáticas; poluentes;suinocultura; tratamento de dejetos

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v30i1.3179





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY