Influência da imobilização de biomassa e do tamanho da partícula na fluidodinâmica de um reator anaeróbio de leito fluidizado - DOI: 10.4025/actascitechnol.v30i1.3216

Flavio Bentes Freire, Eduardo Cleto Pires, José Teixeira Freire

Resumo


O estudo da fluidodinâmica é muito comum em diversas áreas relacionadas com a engenharia química, tais como nos processos de secagem e nos reatores químicos. Entretanto, em reatores biológicos empregados no tratamento de águas residuárias, esses aspectos ainda necessitam de investigações mais aprofundadas. Deste modo, é fundamental avaliar a influência da presença do biofilme no comportamento fluidodinâmico do reator, por meio de importantes parâmetros como, por exemplo, a velocidade de mínima fluidização, a expansão, a porosidade do leito e a velocidade terminal da partícula. O objetivo deste trabalho foi realizar uma investigação da fluidodinâmica de um reator anaeróbio de leito fluidizado, tratando uma água residuária sintética preparada a partir da solução utilizada para determinação de DBO, tendo o carvão ativado como meio suporte para a imobilização de biomassa. Especificamente, no trabalho, verificou-se que a biomassa imobilizada aumentou a densidade das partículas e alterou os principais parâmetros fluidodinâmicos avaliados.

Palavras-chave


reator anaeróbio de leito fluidizado; fluidodinâmica; biomassa imobilizada em carvão ativado; mínima fluidização

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v30i1.3216





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY