Modelagem da adsorção de compostos orgânicos voláteis sobre nanotubos de carbono cup-stacked usando o modelo da força motriz linear - doi: 10.4025/actascitechnol.v32i2.4817

Waldir Nagel Schirmer, Henrique de Melo Lisboa, Regina de Fátima Peralta Muniz Moreira, José Maurício Rosolen

Resumo


Os compostos orgânicos voláteis (COV) são importante classe de poluentes do ar, e a adsorção tem sido largamente empregada no seu tratamento há vários anos. O presente trabalho utilizou metodologias analíticas convencionais para avaliar o nanotubo cup-stacked(CSCNT) na purificação de correntes gasosas contaminadas com COV. O CSCNT é constituído de múltiplas camadas de grafeno em formato cônico, apresentando extremidades abertas em sua superfície externa e canais centrais vazios. Foi adotado o Carbotrap como suporte do cup-stacked. O adsorvente-parâmetro de comparação do desempenho desse compósito foi o próprio Carbotrap (sem o nanotubo). Foi avaliada a capacidade de adsorção de cada adsorvente, bem como suas capacidades de saturação para cada uma das concentrações trabalhadas com os dois adsorbatos utilizados (1, 5, 20 e 35 ppm de tolueno e fenol). Na modelagem das curvas massaxtempo, utilizou-se o modelo da força motriz linear (LDF – linear driving force). A metodologia proposta para determinação das curvas massatempo mostrou-se aplicável a análises desta natureza. Em relação ao desempenho dos adsorventes, o compósito obteve clara vantagem em relação ao Carbotrap; os valores das capacidades de saturação para o compósito foram, em média, 67% superiores aos obtidos para o Carbotrap.

Palavras-chave


Adsorção; COV; cup-stacked; nanotubo de carbono; força motriz linear

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v32i2.4817





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY