Análise das modificações da cobertura vegetal da planície fluvial do alto rio Paraná no período entre 1976 e 2007 - doi: 10.4025/actascitechnol.v33i2.6197

Edivando Vitor Couto, Edvard Elias de Souza Filho, Ericson Hideki Hayakawa

Resumo


A vegetação da planície fluvial do rio Paraná sofre a pressão da ocupação antrópica desde a década de 1950. A área próxima a Porto Rico (Paraná) tem sido estudada desde os anos 1980, mas não há estudos dirigidos à distribuição espacial da vegetação. Os objetivos deste trabalho são cartografar as unidades vegetais e verificar a evolução temporal de sua distribuição entre 1976 e 2007. Para isso foram utilizadas imagens orbitais de 1976 (LANDSAT MSS-1), 1987 (LANDSAT TM-5), 2000 (LANDSAT ETM+7) e de 2007 (CBERS-2 CCD). As imagens foram georreferenciadas e classificadas pelo algoritmo Bhattacharya. Foram identificadas três classes de vegetação, corpos de água e áreas de solo exposto. A análise multitemporal demonstrou aumento contínuo da área de solo exposto, aumento da área dos corpos de água, mudança de posição das áreas úmidas no período entre 1976 e 1987 e modificações mais sutis de ambas as classes no período entre 1987 e 2007. As áreas de vegetação arbórea diminuíram em quase todos os anos. Tais dados permitem afirmar que a atuação antrópica sobre a planície vem se ampliando e que as principais cheias modificaram sua morfologia.

Palavras-chave


Vegetação; desflorestamento; sensoriamento remoto; planície aluvial; rio Paraná

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v33i2.6197





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY