Modelagem de um reator integral aplicado na reação de reforma a vapor de metano - DOI: 10.4025/actascitechnol.v29i2.705

Giane Gonçalves Lenzi, Daniel Russo, Ervin Kaminski Lenzi, Onélia Aparecida Andreo dos Santos, Luiz Mário de Matos Jorge

Resumo


Freqüentemente, a validação de modelos matemáticos aplicados a reatores industriais esbarra na dificuldade de obtenção de medidas experimentais confiáveis. Uma maneira de contornar esta limitação corresponde à implantação de uma unidade em escala de bancada devidamente instrumentada, na qual são obtidos dados experimentais em condições controladas. Neste contexto, foram efetuados ensaios em um reator integral de reforma a vapor de metano em escala de bancada, em diversas condições experimentais. As medidas de temperatura no leito foram efetuadas por meio de um termopar multiponto em seis posições axiais distintas, enquanto a composição do efluente do reator foi determinada por cromatografia gasosa. Estes dados experimentais foram comparados com as previsões de um modelo pseudo-homogêneo, unidimensional e dinâmico. Os resultados indicam que o modelo é adequado, sendo que tanto a atividade catalítica como a conversão são sensíveis à temperatura operacional, enquanto a temperatura do leito é praticamente insensível à vazão nas condições experimentais exploradas.

Palavras-chave


gás de síntese; reforma a vapor de metano; modelo matemático

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v29i2.705





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY