Influência da composição do meio para a produção de etanol, por Zymomonas mobilis - DOI: 10.4025/actascitechnol.v32i1.7454

Fernanda Maria Pagane Guereschi Ernandes, Maurício Boscolo, Crispin Humberto Garcia Cruz

Resumo


A bactéria Zymomonas mobilis tem despertado interesse pelo seu potencial na produção de etanol, produzindo cerca de 1,9 mol de etanol por mol de glicose, com velocidade três a quatro vezes maior que Saccharomyces cereviseae. A influência do pH, da temperatura, assim como a composição do meio de fermentação, são parâmetros que podem direcionar o metabolismo para a produção de etanol. O trabalho teve, como objetivo, avaliar a produção de etanol pela bactéria Zymomonas mobilis CCT 4494, por meio da variação do pH, da temperatura e das concentrações de KCl, K2SO4, MgSO4, CaCl2 e sacarose, seguindo planejamento fatorial do tipo 27-2, de acordo com o modelo proposto por Box et al. (1978). Foi utilizado, como única fonte de carbono, o caldo de cana-de-açúcar, por ser barato e de fácil acesso na região de São José do Rio Preto, Estado de São Paulo. De acordo com o planejamento experimental, a bactéria Zymomonas mobilis CCT 4494 se adaptou no meio de fermentação que continha altas concentrações de sacarose, bem como suportou a variação do pH e da temperatura de fermentação. A maior produção de etanol foi de 8,89 mg mL-1 e, de todas as variáveis testadas, apenas K2SO4 afetou significativamente (p < 0,05) sua produção.

Palavras-chave


Zymomonas mobilis; etanol; fermentação alcoólica; planejamento fatorial

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v32i1.7454





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY