A paisagem urbana como herança cultural: a praça Santos Dumont, Umuarama, Estado do Paraná, Brasil - doi: 10.4025/actascitechnol.v33i2.7741

Alexander Fabbri Hulsmeyer, Regina de Held Silva, Caroline Salgueiro da Purificação, Maria Izabel de Melo Barreto, Rodrigo Rodrigues

Resumo


A paisagem urbana possui uma forte conotação histórica, e pode ser considerada uma herança cultural. Neste contexto, os espaços livres públicos podem converter-se em registros importantes, fortalecendo tradições, valores e identidades. Nos quatro principais núcleos urbanos projetados pela Companhia de Terras do Norte do Paraná CTNP, e denominada Companhia Melhoramentos Norte do Paraná CMNP após 1942, as praças exercem o papel de elementos ordenadores na configuração dos centros cívico, religioso e comercial, demonstrando a íntima relação entre os espaços livres públicos e seu entorno. Esta pesquisa1 teve o objetivo de analisar, a partir da pesquisa dos registros fotográficos, jornais de época e bibliografia referente às raízes conceituais do traçado morfológico da cidade e seu contexto histórico, a Praça Santos Dumont, maior praça e palco de importantes momentos da história da jovem cidade de Umuarama, Estado do Paraná.

Palavras-chave


arquitetura paisagística; morfologia urbana; espaços livres públicos

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v33i2.7741





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY