Avaliação da DQO e da relação C/N obtidas no tratamento anaeróbio de resíduos fruti-hortículas - doi: 10.4025/actascitechnol.v33i4.8259

Juliana Guerra Sgorlon, Maria Cristina Rizk, Rosângela Bergamasco, Célia Regina Granhen Tavares

Resumo


Diariamente são geradas grandes quantidades de resíduos de frutas e verduras nos atacados, feiras e supermercados. A geração excessiva desses resíduos pode acarretar em danos para o meio ambiente. Nesse sentido, o presente trabalho teve como objetivo verificar a capacidade de biodegradação anaeróbia dos resíduos de frutas e verduras por meio do monitoramento da DQO e da relação C/N. Os resíduos depois de coletados, picados, triturados, inoculados com lodo de esgoto e caracterizados em termos de carbono orgânico, nitrogênio Kjeldahl e DQO solúvel e total, foram colocados em um biodigestor por 300 dias com monitoramento periódico. Os resultados obtidos permitem verificar que, durante os 300 dias de codigestão anaeróbia, não foi possível degradar a matéria orgânica do resíduo, o que foi evidenciado pelas baixas reduções de carbono e pelas baixas remoções de DQO, fato que provavelmente se deve ao aspecto físico da mistura dos resíduos. Acredita-se que a diluição do resíduo ou a adição de mais inoculante ao meio facilitaria o processo de biodigestão.

Palavras-chave


Tratamento; frutas e verduras; degradação; biodigestão

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v33i4.8259





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY