ALGUMAS CONTRADIÇÕES ENTRE A TEORIA E A PRATICA COOPERATIVISTA

Elpídio Serra

Resumo


O cooperativismo, embora estruturado no mundo todo como prática social que visa o bem-comum dos cooperativados, seus seguidores, não pode continuar sen­do visto como sistema universal, pelo simples fato de que não dispõe de meios suficien­tes para manter-se distante das realidades políticas, econômicas e até militares de cada espaço onde está inserido, ficando para um segundo plano todo aquele aparato filosó­fico que inspirou a sua origem e a sua difusão. Como sistema teria que ser único, unís­sono em todos os lugares, não importando qual é ou deixa de ser a problemática local; como produto dessa problemática, passa a vivenciar uma série de contradições que em linhas gerais são evidenciadas no presente trabalho    

Palavras-chave


Ajuda mútua; socialismo; capitalismo; assembléias; liberdade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/bolgeogr.v5i1.12904



Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

ISSN 2176-4786 (on-line) e-mail: dge-boletim@uem.br