Catalogação de imagens orbitais a partir da cobertura de nuvem e nível fluviométrico do Alto rio Paraná - doi: 10.4025/bolgeogr.v30i3.17415

Everton Hafemann Fragal, Édipo Henrique Cremon

Resumo


Imagens de satélites vêm sendo utilizadas em pesquisas por pesquisadores do GEMA (Grupo de Estudos Multidisciplinares do Ambiente) e do Nupélia (Núcleo de pesquisas em Limnologia, Ictologia e Aquicultura) nas proximidades de Porto Rico (PR) há mais de uma década no Alto rio Paraná. A utilização de produtos de sensoriamento remoto em diversas condições do regime hidrológico é uma peça fundamental para o desenvolvimento das pesquisas em âmbito geomorfológico e ecológico. O propósito desse trabalho foi realizar a catalogação das imagens de satélite Landsat 5, sensor TM, órbita/ponto 223/076  disponíveis nos bancos de dados do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e GLOVIS (USGS Global Visualization Viewer), de acordo com a cobertura de nuvens presentes sobre a planície fluvial do Alto rio Paraná e relacionado com as respectivas cotas fluviométricas de cada data da cena registrado pela estação fluviométrica de Porto São José. Foi realizada a busca das imagens na página do INPE e GLOVIS com as imagens disponíveis do sensor TM, e de dados fluviométricos na página da ANA (Agência Nacional de Águas). Com essas informações resultaram na classificação das imagens disponíveis em cada site de acordo com a cobertura de nuvens sobre a planície fluvial desde a Usina Hidrelétrica Sergio Motta até a foz do rio Baía relacionando os dados hidrológicos com a data de imageamento, permitindo os usuários escolham as imagens de trabalho de acordo com a condição do regime de inundação do Alto rio Paraná.

Palavras-chave


Rio Paraná; Nível fluviométrico; Banco de dados; Imagens orbitais; Porto São José

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/bolgeogr.v30i3.17415



ISSN 2176-4786 (on-line) e-mail: dge-boletim@uem.br