A CONSTRUÇÃO DOS CONCEITOS DE PÚBLICO E PRIVADO NO BRASIL, SEGUNDO AUTORES CLÁSSICOS DO PENSAMENTO SOCIAL BRASILEIRO: UMA INTERPRETAÇÃO SOBRE O CENÁRIO DE AÇÃO DO TERCEIRO SETOR

Maria Celenei de Oliveira, Éder Rodrigo Gimenes

Resumo


O artigo visa a discussão da relevância das interpretações clássicas das relações entre público e privado no Brasil, a partir de obras de três autores clássicos do pensamento social brasileiro. Nesse sentido, seu objetivo é discorrer sobre a relevância das interpretações clássicas das referidas relações, tomando por base as obras “Populações meridionais do Brasil”, de Oliveira Vianna, “Sobrados e mucambos: decadência do patriarcado rural no Brasil”, de Gilberto Freyre, e “Raízes do Brasil”, de Sérgio Buarque de Holanda, de maneira a promover uma discussão sobre a construção do conceito de Terceiro Setor enquanto espaço de interação entre interesses públicos e privados no país. Para tanto, a pesquisa foi realizada por meio de um levantamento teórico baseado na descrição sucinta das relações entre os espaços público e privado, conforme a visão dos autores clássicos mencionados e da interlocução de Adrián Gurza Lavalle, em sua tese de doutorado acerca de tais interpretações. Entretanto, a discussão sobre os conceitos de público e privado no Brasil envolve uma quantidade bem maior de autores e de opiniões, não utilizados na pesquisa por questões metodológicas. A pesquisa permitiu concluir que o ambiente apresentado atualmente no Brasil, onde o espaço privado sobrepõe o espaço público, encontra-se em constante mutação, assim como a construção do conceito de Terceiro Setor enquanto espaço de interação entre interesses públicos e privados.

Palavras-chave


Espaço público; Espaço privado; Terceiro Setor

Texto completo:

PDF




print ISSN 1516-1803