Diferencial de mortalidade na população idosa em um município da região sul do Brasil, 1979-2004 - doi: 10.4025/cienccuidsaude.v9i1.10529

Thais Aidar de Freitas Mathias, Tirza Aidar

Resumo


A mortalidade em idosos residentes em Maringá-PR foi analisada de 1979 a 2004 segundo sexo, idade e causas de óbito. Os dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade foram analisados por triênios, utilizando-se coeficientes de mortalidade e variação relativa. A mortalidade proporcional para idosos passou de 43% no primeiro triênio para 65,9% no último, e a diferença relativa dos coeficientes entre os triênios foi de 19,2% e 20,3% para o sexo masculino e o feminino, respectivamente. A sobremortalidade masculina por todas as causas permaneceu 1,4, mas para as doenças do aparelho circulatório aumentou de 1,1 no primeiro triênio para 1,3 no último. A maior longevidade da população idosa e o aumento da sobremortalidade masculina de residentes no município de Maringá, observados neste estudo, são resultados coerentes com a literatura. É necessário enfatizar a abordagem da saúde masculina, dar visibilidade aos fatores que fragilizam a saúde do homem e fomentar neste a utilização dos serviços de saúde, assim como administrar a falta de equidade e as desigualdades no processo de envelhecimento.

Palavras-chave


Coeficiente de Mortalidade; Idoso; Registros de mortalidade; Saúde do Homem; Causas de Morte.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v9i1.10529



ISSN 1677-3861 (impresso) e ISSN 1984-7513 (on-line)

 

Resultado de imagem para CC BY