Planejamento local no cotidiano das equipes de saúde da família em Joinville - SC - doi: 10.4025/cienccuidsaude.v9i1.10537

Margarida Dalcin, Gyovana da Rosa Goulart, Flavio Ricardo Liberali Magajewski

Resumo


Este artigo apresenta a análise da percepção dos profissionais da Estratégia de Saúde da Família (ESF) quanto à motivação e às facilidades e dificuldades encontradas na elaboração e aplicação do planejamento local em Saúde (PLS) e de como ocorreu a participação comunitária nesse processo. Esta pesquisa foi realizada nos meses de outubro de 2008 a janeiro de 2009 e foi concebida para compreender o problema selecionado por triangulação de métodos, iniciando-se por um estudo avaliativo com características exploratórias e abordagem quantitativa de todos os relatórios de PLSs desenvolvidos no ano de 2007 no município de Joinville, Santa Catarina. Foram realizados grupos focais com abordagem qualitativa (análise temática) do material obtido. Destacaram-se como resultados: a percepção de que a elaboração e distribuição de um protocolo de PLS potencializaram institucionalmente a cultura do PLS, contribuindo para o desenvolvimento das ações das equipes da ESF. Como obstáculos à prática do planejamento no âmbito local, identificaram-se a fragilidade nas estratégias de envolvimento e mobilização da comunidade e a ausência de práticas e ações desenvolvidas com articulação intersetorial. O aprofundamento de estudos nas áreas indicadas poderá contribuir para instrumentalizar as equipes da ESF a se constituírem em autoridades sanitárias mais resolutivas nas áreas em que desenvolvem suas atividades.

Palavras-chave


Planejamento em Saúde; Atenção Primária à Saúde; Participação Comunitária.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v9i1.10537



ISSN 1677-3861 (impresso) e ISSN 1984-7513 (on-line)

 

Resultado de imagem para CC BY