Cuidado centrado na família em pediatria: redefinindo os relacionamentos

Andréia Cascaes Cruz, Margareth Angelo

Resumo


Este artigo teve como objetivo apresentar e desencadear reflexões acerca do Cuidado Centrado na Família na área pediátrica. O elemento central desta abordagem de cuidado é o relacionamento entre famílias e profissionais de saúde, o qual deve ser alicerçado na parceria, colaboração e negociação. A participação da família nos cuidados à criança é reconhecida como essencial para o atendimento de suas necessidades e para o bem-estar de toda a família. O Cuidado Centrado na Família vem sendo indicado como o modelo ideal para assistência em muitos estudos realizados em pediatria, entretanto ainda não está incorporado de forma prevalente nos serviços de saúde, sobretudo em nível nacional. O resgate histórico, conceitual e pragmático realizado neste artigo propicia reflexões em relação à construção histórica e social do Cuidado Centrado na Família, a fundamentação teórica do modelo e o desafio para sua implementação. No que tange à prática de enfermagem é preciso uma redefinição dos relacionamentos estabelecidos entre a família e os profissionais para que esse modelo de cuidado possa ser incorporado à prática assistencial.

Palavras-chave


Enfermagem Familiar; Enfermagem Pediátrica; Família; Criança.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v10i4.18333



ISSN 1677-3861 (impresso) e ISSN 1984-7513 (on-line)