A condição crônica ostomia e as repercussões que traz para a vida da pessoa e sua família

Roseney Bellato, Sonia Ayako Tao Maruyama, Carla Moraes Silva, Phaedra Castro

Resumo


O presente estudo, de caráter qualitativo, teve por objetivo compreender, a partir da perspectiva das pessoas que vivenciam a condição crônica de ostomia ou de seus cuidadores, quais as repercussões que essa condição trouxe para a sua vida cotidiana e à de sua família. Nessa perspectiva procuramos expor aqui algumas dimensões ainda pouco visibilizadas no processo de organizar o cuidado à saúde dessas pessoas, centrando-nos, principalmente, nas repercussões familiares e sociais. Foram entrevistadas 8 pessoas com ostomia ou suas cuidadoras, freqüentadoras de um ambulatório de Ostomia da Região Centro-Oeste. Pudemos compreender que o enfrentamento da condição crônica de ostomia em suas múltiplas dimensões ainda acontece, preponderantemente, no espaço doméstico, com custos, de maneira quase exclusiva, para a pessoa com ostomia e sua família. Entendemos ser necessário os profissionais de saúde e enfermagem compreenderem como é viver a condição crônica de ostomia em todas as suas múltiplas dimensões, para então se poder pensar em um cuidado de enfermagem que atenda, de modo efetivo, às necessidades das pessoas nessa condição.

Palavras-chave


Ostomia; Doença crônica; Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v6i1.4971



ISSN 1677-3861 (impresso) e ISSN 1984-7513 (on-line)