Medidas preventivas para o controle da malária - DOI: 10.4025/cienccuidsaude.v8i3.9019

Taísa Guimarães de Souza, Annelita Almeida Oliveira Reiners, Rosemeiry Capriata de Souza Azevedo

Resumo


O presente estudo é descritivo-exploratório de abordagem qualitativa e teve como objetivo conhecer as medidas preventivas utilizadas pelos habitantes de um município de Mato Grosso para o controle da malária. Fizeram parte da pesquisa 16 sujeitos. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas, direcionadas por roteiro composto de perguntas fechadas sobre as características dos participantes e abertas sobre as medidas preventivas que eles utilizavam para lidar com a doença. Os relatos foram organizados e arranjados em categorias, as quais foram analisadas e discutidas tendo-se como base a produção bibliográfica existente sobre o assunto e a experiência prévia das pesquisadoras. Os resultados evidenciaram que as medidas de prevenção adotadas pela população não são homogêneas, sendo a maior parte delas as preconizadas pelo Ministério da Saúde. No entanto, alguns entrevistados utilizam outras formas de prevenir-se contra a malária, derivadas de suas crenças, e há aqueles que preferem não utilizar meios de evitar a doença, por não acreditarem em sua efetividade.

Palavras-chave


Prevenção Primária; Prevenção; Malária.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v8i3.9019



ISSN 1677-3861 (impresso) e ISSN 1984-7513 (on-line)