Imagem para capa

Programa e estratégia da revolução mexicana em Ricardo Flores Magón

Fabio Santos

Resumo


No decênio anterior a explosão da Revolução Mexicana (1910), Ricardo Flores Magón (1874-1922) liderou o Partido Liberal Mexicano em uma trajetória de radicalização política e ideológica, evoluindo da denúncia de cunho jurídico dos abusos da ditadura até afirmar-se como oposição revolucionária ao Porfiriato. Constrangido ao exílio nos Estados Unidos, Ricardo planejou duas iniciativas insurrecionais frustradas pela ditadura, que montou um aparato internacional de perseguição que só foi relaxado no momento em que reconheceram que o governo estadunidense assumira a repressão aos magonistas como causa própria.


Palavras-chave


Revolução Mexicana; magonismo; Partido Liberal Mexicano

Texto completo:

PDF (baixado




Direitos autorais