Imagem para capa

Linguagem e dignidade: um ensaio a partir de Frankenstein de Mary Shelley

Marciano Adilio Spica

Resumo


Este pretende ser um ensaio relacionando filosofia e literatura. Mais especificamente, o que pretendo mostrar é como a literatura pode ajudar a ilustrar grandes temas filosóficos. Para isso farei uma discussão relacionando a obra Frankenstein de Mary Shelley a algumas abordagens filosóficas sobre a linguagem. Tentarei mostrar que a clássica obra de terror, acima citada, reúne passagens que ilustram o papel da linguagem na significação do mundo e, mais do que isso, na constituição da dignidade humana. Farei isso aproximando tal obra de alguns escritos de Habermas e Wittgenstein.

Palavras-chave


Filosofia; Literatura; Frankenstein; Linguagem; Dignidade

Texto completo:

PDF (baixado




Direitos autorais