Imagem para capa

Exotismos próximos: reflexões sobre a cidade moderna na imagem das primeiras favelas cariocas

Viviane da Silva Araujo

Resumo


No Rio de Janeiro, os primeiros anos do século XX foram marcados por uma série de reformas urbanas vinculadas aos objetivos das classes dirigentes de construir uma capital compatível com o nível de civilidade e cosmopolitismo que permitisse inserir não apenas a cidade, como também o país que ela era incumbida de representar, no rol do mundo moderno. Entretanto, o crescimento urbano não acarretou apenas efeitos entendidos como progressos, mas gerou uma cidade ainda mais complexa, heterogênea e conflituosa, características que cada vez mais definiriam a vida na cidade moderna. Este artigo analisa as fotografias de Augusto Malta desde a destruição dos cortiços até o surgimento das primeiras favelas no Rio de Janeiro, com o objetivo de refletir sobre o embate entre as expectativas de construção de um futuro moderno e civilizado e a apreensão de uma realidade multifacetada que parecia cada vez mais imprevisível.


Palavras-chave


fotografia; modernidade; habitações populares

Texto completo:

PDF (baixado




Direitos autorais