Imagem para capa

As considerações de Marx sobre as Guerras do Ópio e suas consequências na sociedade chinesa (1839-1860)

Thiago Henrique Sampaio

Resumo


A China ao longo dos séculos sempre despertou interesse comercial perante as grandes potências europeias. No século XIX, com as novas demandas pós Revolução Industrial havia uma necessidade de grandes mercados consumidores para o escoamento de artigo dos países europeus. A China foi vista como um local para receber essa demanda comercial, um dos produtos que recebia forte atenção nesse trânsito comercial foi o ópio. Ao longo da primeira metade de Oitocentos, a Inglaterra era responsável pela comercialização deste narcótico no Extremo Oriente. Suas ambições comerciais deste produto levaram as chamadas Guerras do Ópio que tiveram como consequência abrirem caminho para novas formas de tratados internacionais entre os países do globo. O presente artigo visa analisar os escritos de Karl Marx sobre as consequências do conflito para a China e suas transformações acarretadas. Além disso, busca-se encarar sua obra como um dos primeiros que analisou as transformações do colonialismo em finais do século XIX.


Palavras-chave


Colonialismo; Guerras do Ópio; Tratado de Nanquim; Política Colonial; Karl Marx

Texto completo:

PDF (baixado




Direitos autorais