Imagem para capa

Corrupção, fisiologismo, clientelismo e reacionarismo na morta-viva gestão presidencial temerária: anatomia de um escândalo antirrepublicano

Renato Nunes Bittencourt

Resumo


O artigo analisa a sobrevida do governo Temer, enredado em diversos escândalos que evidenciam seu descompromisso e sua ilegitimidade na condução da república brasileira, mais do que nunca comandada por estruturas plutocráticas desprovidas de qualquer projeto democrático de emancipação social. A sandice do projeto de reforma da previdência e da reforma trabalhista somente satisfaz aos interesses empresariais e aos espoliadores dos direitos sociais, perpetuando ainda mais a precariedade da vida pública brasileira, submetida ao crivo do reacionarismo autoritário.


Palavras-chave


Corrupção; Fisiologismo; Clientelismo; Reacionarismo.

Texto completo:

PDF (baixado




Direitos autorais 2017 Revista Espaço Acadêmico