Nota de esclarecimento.

Quinta-feira, 11/10/2018 ocorreu um problema no sistema de periódicos da UEM. Em virtude disso, foi necessário restaurar um backup de 10/10/2018, quarta-feira 08h00.

Assim, solicitamos aos editores que revejam as atividades deste dia, pois elas foram perdidas e devem ser refeitas. Antecipadamente pedimos desculpas pelos transtornos, mas o problema foi alheio as nossas atividades.

Imagem para capa

O dilema contemporâneo do fundamentalismo: do extremismo à intolerância

Denise dos Santos Rodrigues

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar algumas das principais mudanças no campo religioso das últimas décadas onde grupos distintos tentam impor sua visão particular de mundo à coletividade.  No cenário internacional, grupos fundamentalistas islâmicos propõem califados para erradicar  as influências ocidentais e interferir na política externa.   No caso brasileiro, novas expressões de religiosidade crescem ao lado de denominações evangélicas, cujos membros tentam se articular no parlamento como bancadas confessionais para deliberar sobre matérias no campo da moral e das políticas pública conforme seu interesse.  Em tempos de incertezas, algumas identidades religiosas optam pelo radicalismo, reivindicando o poder político, violando direitos humanos e demonstrando  intolerância.

Palavras-chave


religião; radicalismo; intolerância

Texto completo:

PDF (baixado




Direitos autorais 2018 Revista Espaço Acadêmico