A Comissão Nacional da Verdade e o caso dos protestantes durante a ditadura militar brasileira

Leandro Seawright Alonso

Resumo


Descrevi o ambiente político em que foi criada a Comissão Nacional da Verdade e, em seguida, abordei a criação do Grupo de Trabalho sobre o papel das igrejas na ditadura militar brasileira. Apresentei perspectivas sobre a “justiça de transição” e a consequente “frustração” sentida por parte da sociedade brasileira. Propus analisar o caso dos protestantes com base nas diferentes iniciativas do GT. Não obstante, analisei a documentação transcrita pela Presidência da República e as entrevistas de história oral contendo memórias de protestantes ortodoxos comunistas heterodoxos anticomunistas no tocante à “justiça de transição” tardia e inconclusa na história republicana do Brasil.

 


Palavras-chave


História do Brasil República, justiça de transição, história oral, história.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/rbhranpuh.v9i25.31506

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Brasileira de História das Religiões