Ambivalências das exibições ginásticas durante a ditadura cívico-militar no Uruguai (1973-1985)

Virginia Alonso, Leticia Corvo, Jimena González, Jimena González Correa, Lucía Mato, Raumar Rodríguez Giménez

Resumo


A ginástica, na sua condição moderna, não deixou de se estabelecer entre a preocupação ética e estética do cuidado e modelagem do corpo. As grandes realizações características das exibições ginásticas tratam disso, articuladas entre a promoção, difusão e educação a partir de um modelo de corpo-homem-mulher-cidadão colocado no tempo e no espaço. No Uruguai, a última ditadura cívico-militar (1973-1985) foi um período de exaltação e promoção dessas exibições em todo o país. Este trabalho trata das ambivalências na recepção desta política de Estado por parte de quem fez parte das seleções de ginástica, que foram obrigados a cumprir um mandato estadual no qual, em compensação, acabaram encontrando possibilidades de reunião, criação e lazer.


Palavras-chave


ginástica; exibição; estética; política

Texto completo:

PDF (baixado

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Resultado de imagem para CC BY