Cultura material e reflexão epistemológica para renovação da História da Educação

Manuel Ferreira Rodrigues

Resumo


Neste artigo, depois de caracterizar as extraordinárias mudanças operadas a partir dos anos 1970-1990 em diversos domínios, com destaque para a dominação das tecnologias digitais da comunicação e da informação, que contribuíram fortemente para o novo 'regime de historicidade', procuro estabelecer conexões, diretas e indiretas, entre a ideologia do presente, a memória, a história e o património, tentando mostrar os efeitos dessas profundas transformações nos domínios da cultura escolar, entendida como categoria de análise e campo de investigação e renovação da história da educação. Na senda de muitos estudos publicados nas últimas décadas, marcados por uma abertura teórica e metodológica a outras áreas disciplinares, proponho um aprofundamento dessa discussão à luz das (contra) propostas apresentadas por João Maria André, numa evocação das seis propostas para o próximo milénio, formuladas por Italo Calvino.

Palavras-chave


presentismo; património cultural; património educativo; história; história da educação

Texto completo:

PDF (baixado

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Resultado de imagem para CC BY