Reorganização do sistema de ensino em tempos democráticos: reforma curricular de 1951 e o ensino de história

Halferd Carlos Ribeiro Junior, Maria do Carmo Martins

Resumo


Trata-se da análise da Reforma Curricular de 1951, com foco na disciplina história para o curso ginasial, tendo por escopo compreender como a construção da proposta de ensino da disciplina imbricou-se à dinâmica da democracia brasileira e à expansão da escola secundária no período. São enfatizadas nesse processo de construção as relações interinstitucionais envolvendo a Congregação do Colégio Pedro II e o Ministério da Educação e Saúde e, examinados os pressupostos teóricos e metodológicos que compõem o conhecimento disciplinar, em uma abordagem sociocultural (Popkewitz, 1997), percebendo interesses de distintos setores sociais e intelectuais na construção do debate sobre as finalidades desse ensino.

Palavras-chave


história do currículo; ensino secundário; ensino de história; regulação social

Texto completo:

PDF (baixado

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Resultado de imagem para CC BY