Cadernos como artefatos etno-históricos

Ademir Valdir dos Santos

Resumo


A pesquisa está embasada em perspectivas metodológicas etnográficas, das quais deriva a caracterização dos cadernos como componentes de uma etno-história de individualidades e coletivos. São analisados elementos gráficos, produzidos num arco cronológico que abrange da década de 1920 até a contemporaneidade. O corpus documental é constituído por cadernos que mesclam usos escolares e extraescolares: dois cadernos de lembranças, um caderno de questionário, o caderno de uma criveira e dois cadernos de receitas e culinária. Mostra-se que cada caderno é elemento cultural, constituinte de modos de expressão e de elaboração de significados. Os resultados indicam que os cadernos são fontes onde elementos etno-históricos eclodem, sendo artefatos que compõem e registram histórias.

Palavras-chave


cultura material; escola; etnografia

Texto completo:

PDF (baixado

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Resultado de imagem para CC BY