Discussões sobre a implantação da obrigatoriedade da educação escolar na Bahia nos jornais “O correio da Bahia” e “O monitor” de 1876 a 1881

Gilmario Moreira Brito, Shirley Vinagre

Resumo


O artigo apresenta discussões sobre a obrigatoriedade da educação escolar na Bahia, realizadas nos jornais O Correio da Bahia e, principalmente, em O Monitor, entre 1876 e 1881, período que antecedeu ao ato de 1890 que a institucionalizou, e tenta responder às questões: Quais as concepções dos redatores sobre a obrigatoriedade escolar e por que alimentaram as discussões dessa temática nos jornais? O diálogo com Cruz e Peixoto (2007) permitiu refletir sobre as proposições divulgadas nos referidos suportes de linguagens como parte constitutiva da história da educação da Bahia, já que os jornais alimentaram as contendas como estratégia para formar leitores identificados com as atuações políticas de redatores que almejavam repassar seus valores cidadãos e conteúdos mínimos para reduzir a criminalidade e conquistar a civilização.


Palavras-chave


discussão na imprensa; educação escolar obrigatória; divulgação de projeto político; história da educação

Texto completo:

PDF (baixado

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Resultado de imagem para CC BY