Exigência de proteína para o caracol gigante (Achatina fulica) em fase de crescimento

Claudemir Martins Soares, Carmino Hayashi, Giovani Sampaio Gonçalves, Mariza Yuri Nagae, Wilson Rogério Bascolo

Resumo


Com o objetivo de determinar a exigência de proteína bruta (PB) em dietas para o caracol gigante, 480 animais, com peso inicial médio de 4,05±0,04g, foram distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado com quatro tratamentos (12,00%, 15,00%, 18,00% e 21,00% de PB) e três repetições de 40 animais por unidade experimental, durante um período de 90 dias. Foi observado efeito quadrático (P < 0,05) dos níveis de PB sobre o peso final médio, ganho de peso médio, conversão alimentar, percentagem de concha e viabilidade econômica com melhores valores nos níveis de 18,26%, 18,28%, 18,12% e 19,65% de PB, respectivamente. Entretanto, o rendimento de carcaça não foi afetado pelos níveis de PB utilizados. Concluiu-se que a exigência de PB em dietas para Achatina fulica é de 18,28%.

Palavras-chave


Achatina fulica; caracol gigante; desempenho; escargot; helicicultura; proteína bruta

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascianimsci.v21i0.4329



Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

ISSN 1806-2636 (impresso) e ISSN 1807-8672 (on-line) e-mail: actaanim@uem.br