Utilização da fibra bruta na nutrição da piracanjuba (Brycon orbignyanus)

Juan Esquivel Garcia, Luiz Edivaldo Pezzato, Evoy Zaniboni Filho, Carlos Alberto Vicentini

Resumo


Este experimento teve por objetivo avaliar o desempenho da piracanjuba, quando arraçoada com dietas contendo diferentes níveis de fibra bruta. Empregou-se um lote de 60 alevinos, com peso médio de 17,40±3,06g e comprimento padrão médio de 11,70±0,73cm, alojados em 12 aquários circulares de fibra de vidro com capacidade para 150L e numa lotação de cinco peixes por aquário, com abastecimento de água proporcionado por um sistema de circulação fechada. Utilizaram-se rações com semelhante composição em proteína (32%), níveis de energia que variaram de 3.037 a 3.356 kcal ED/kg de ração e níveis crescentes de fibra bruta (5%, 7%, 8% e 9%) por 105 dias. Constatou-se que os peixes apresentaram melhor resposta de ganho de peso, quando arraçoados com dietas contendo 9% de fibra bruta e que a utilização de níveis de fibra bruta, acima dos convencionalmente empregados, proporcionou baixos níveis de gordura na carcaça, sem que houvesse prejuízos ao desempenho zootécnico, e que as rações podem ser elaboradas empregando-se subprodutos de origem vegetal ricos em fibra bruta.

Palavras-chave


fibra bruta; piracanjuba; nutrição de peixe

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascianimsci.v21i0.4337



ISSN 1806-2636 (impresso) e ISSN 1807-8672 (on-line) e-mail: actaanim@uem.br