Adequação da isoterma de adsorção do corante reativo preto 5 pelas microesferas de quitosana reticulada

Irene Yukiko Kimura, Valfredo Tadeu Favere, Amarildo Otavio Martins, Viviane Aparecida Spinelli, Atche Josué

Resumo


Microesferas de quitosana, com diâmetro médio 1,03 ± 0,06 mm e grau de desacetilação de 72,5%, foram empregadas como adsorvente para o corante reativo preto 5. A quitosana foi caracterizada através de espectroscopia no infravermelho (IV), RMN 13C e grau de desacetilação (GD%) e reticulada com glutaraldeído 2,5% (m/v) para aumentar a sua resistência em meio ácido. As isotermas correspondentes foram obtidas em soluções ácidas e alcalinas. Dados experimentais foram plotados usando as isotermas de Langmuir, Freundlich estendida e Nernst, mostrando que a adsorção foi mais efetiva em meio ácido e ajustando melhor a isoterma de Langmuir

Palavras-chave


adsorção; microesfera de quitosana; corante reativo

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v23i0.2753





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY