A dinâmica atmosférica na vertente oriental da bacia do alto rio Paraná e a gênese das chuvas - DOI: 10.4025/actascitechnol.v30i2.5498

Victor da Assunção Borsato, Edvard Elias de Souza Filho

Resumo


O ritmo dos sistemas atmosféricos e a intensidade variam no tempo e no espaço. Por isso, para caracterizar a dinâmica climática de uma região é necessário estudar a dinâmica das massas de ar ao longo de uma série. Estudaram-se, por meio da dinâmica das massas de ar, a participação dos sistemas atmosféricos atuantes e as porcentagens das chuvas convectivas e frontais ao longo da vertente oriental da bacia do alto rio Paraná. Verificou-se que, nessa vertente, nos meses mais frios, predomina a atuação da massa tropical Atlântica e da polar Atlântica. Nos meses mais quentes, além de predominar a atuação dos sistemas de baixa pressão equatorial continental e tropical continental, têm-se as chuvas convectivas. Verificou-se, também, progressivo aumento na participação das chuvas convectivas, a partir da década de 1990, corroborando a teoria das mudanças climáticas.

Palavras-chave


sistemas atmosféricos; análise rítmica; pluviosidade.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v30i2.5498





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY