Condições de trabalho do trabalhador rural e sua interface com o risco de adoecimento - doi: 10.4025/cienccuidsaude.v9i1.7810

Robriane Prosdocimi Menegat, Rosane Teresinha Fontana

Resumo


O estudo é de caráter descritivo e teve como objetivo investigar as condições de trabalho do trabalhador rural e sua interface com o risco de adoecimento, considerando-se os saberes e as crenças de 22 trabalhadores do campo de uma região do Interior do Estado do Rio Grande do Sul/BR. Os dados foram coletados no primeiro semestre de 2009, mediante entrevista com os sujeitos, e para seu tratamento foi utilizada a metodologia da análise temática, da qual emergiram duas categorias: Principais riscos e agravos à saúde dos trabalhadores rurais e O uso de agrotóxicos e os equipamentos de proteção individual. Observou-se que os trabalhadores são sujeitos comprometidos com a terra, mas negligentes com o autocuidado. Tendo-se como foco as características do trabalho rural e os agravos decorrentes do trabalho, percebe-se a importância de investimentos em propostas e políticas que aliem a sustentabilidade da agricultura com a promoção da saúde do trabalhador rural.

Palavras-chave


Saúde do Trabalhador; Saúde da População rural; Promoção da Saúde.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/cienccuidsaude.v9i1.7810



ISSN 1677-3861 (impresso) e ISSN 1984-7513 (on-line)

 

Resultado de imagem para CC BY