CARACTERIZAÇÃO E TRATAMENTO DO EFLUENTE DAS ESTAÇÕES DE PISCICULTURA

Evoy Zaniboni Filho, Norma Dulce Campos Barbosa, Sônia Maria Ramos Gonçalves

Resumo


Este trabalho objetiva avaliar a deterioração da qualidade da água causada pela piscicultura, bem como a capacidade de melhoria desse efluente através de um sistema biológico de tratamento. Cada tanque de piscicultura foi tratado com adubo orgânico e/ou ração. Todo efluente desses tanques foi drenado até um lago, que funciona como um sistema de retenção de peixes e nutrientes. Ao longo de dois anos e três meses, foram coletados os dados de qualidade da água da canaleta de abastecimento dos tanques e do lago de tratamento. Esses dados foram comparados entre si e com valores de qualidade da água obtidos de diversos tanques de cultivo. A piscicultura altera significativamente (p < 0,05) a qualidade da água utilizada, apresentando um efluente eutrofizado, porém, a passagem desse pelo lago de tratamento proporcionou melhoria da qualidade da água, apresentando parâmetros semelhantes aos do afluente. O crescimento dos peixes retidos no lago garantiu a retirada de nutrientes e resultou em uma produção anual de 1,5 toneladas.

Palavras-chave


efluente; limnologia; piscicultura; poluição; tratamento

Texto completo:

PDF


ISSN 0100-9354 (papel)