Métodos estatísticos e estrutura espacial de populações: uma análise comparativa - DOI: 10.4025/actascitechnol.v28i2.1197

Matheus de Souza Lima-Ribeiro, Edno Cruz do Prado

Resumo


O presente estudo teve por objetivo comparar os resultados de distribuição espacial obtidos entre os métodos clássicos e os métodos que estimam a variância entre parcelas. Foram analisadas duas espécies, Vernonia aurea e Duguetia furfuracea. Foram utilizados a Distribuição de Poisson (padrão aleatório), a Distribuição Binomial Negativa (padrão agregado) e os métodos BQV, TTLQV e PQV (variância entre parcelas), bem como a razão variância:média (I), coeficiente de Green (Ig) e o índice de dispersão de Morisita (Im). Ambas metodologias detectaram padrão de distribuição espacial agregado para as populações analisadas, com resultados similares quanto ao nível de agregação, além de complementação das informações, em diferentes escalas, entre os métodos clássicos e de variância entre parcelas. Desse modo, recomenda-se a utilização desses métodos estatísticos em estudos de estrutura espacial, uma vez que os testes são robustos e complementares e os dados são de fácil coleta em campo

Palavras-chave


ecologia de populações; dinâmica populacional; distribuição de Poisson; distribuição Binomial Negativa; distribuição agregada; pico de variância

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascitechnol.v28i2.1197





ISSN 1806-2563 (impresso) e ISSN 1807-8664 (on-line) e-mail: actatech@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY