Imagem para capa

Movimentos sociais urbanos na Venezuela: o desenvolvimento do poder popular como alternativa ao Estado burguês

Natalia Scartezini

Resumo


Este artigo visa contextualizar alguns dos mais significativos movimentos sociais urbanos da Venezuela no que se refere a sua luta pela construção do poder popular e pela instauração de formas de ação política alternativas às hegemônicas. Tais movimentos ensejam-se na chamada Revolução Bolivariana e constituem-se como ferramentas das quais os trabalhadores organizados lançaram mão a fim de fomentar instâncias políticas que se contraponham à estrutura do Estado representativo burguês, constituindo-se enquanto alternativas viáveis a ele. Assim sendo, estes movimentos podem ser considerados, sem receio de superestimá-los, as construções políticas populares mais avançadas da Venezuela com vistas ao fomento e à instauração de uma nova ordem social.


Palavras-chave


Venezuela; Revolução Bolivariana; Movimentos Sociais Urbanos

Texto completo:

PDF (baixado




Direitos autorais 2017 Revista Espaço Acadêmico