Imagem para capa

O revisionismo histórico na União Soviética e na Rússia pós-soviética: anotações sobre a obra de Dmitri Volkogonov

Reginaldo Benedito Dias

Resumo


Na União Soviética, durante o período da perestroika, emergiu um processo de revisão da história daquele país, cujos parâmetros eram estabelecidos e controlados pelo monopólio do poder exercido pelo partido comunista. Iniciado com o objetivo de buscar na história soviética as balizas para a reestruturação socialista, à medida que a crise se acentuou e as reformas fracassaram, esse processo ultrapassou os limites previstos pelo Estado e resultou no questionamento de todo o passado soviético e de seus cânones. Quando a União Soviética se desintegrou, havia se sedimentado uma visão niilista do passado relacionado à revolução bolchevique.  O objetivo deste artigo é abordar como o fenômeno do revisionismo histórico foi sistematizado na obra de Dmitri Volkogonov, um dos autores mais representativos do final da União Soviética e dos primeiros anos da Rússia pós-soviética, utilizando como fontes as biografias que ele produziu sobre os mais emblemáticos líderes da revolução soviética: Lênin, Trotsky e Stalin.

 

 


Palavras-chave


Perestroika; Glasnost; Revolução Russa; Memória histórica; Dmitri Volkogonov.

Texto completo:

PDF